Olá!

Aqui você encontra vários tipos de textos. São reflexões, introspecções, filosofadas e relatos, tudo sob a luz do mosaico. Desejo inspirar você com a mesma arte que me inspira.

Se quiser conhecer os mosaicos que faço, visite minha fanpage "Lucano Mosaico" no Facebook, onde há fotos de tudo o que já foi feito por mim. :-)

Se deseja adquirir um mosaico, visite minha Loja Online no site Etsy (clique AQUI).

Para entrar em contato comigo basta deixar um comentário aqui no Blog. Você também pode entre em contato pelo e-mail: avertamatti@yahoo.com ou interagir no Facebook.

Faz assim, filinha....

    Costumo comprar o material para o meu trabalho em uma pequena loja familiar. Lá revezam-se no antendimento o filho, o pai e a mãe, sendo estes dois já com bastante idade. Desde a primeira vez que fui lá, chamou a minha atenção o fato dos proprietários fazerem tudo por você. Além da simpatia e da prestatividade eles têm a preocupação de ensinar tudo o que já sabem. Às vezes observo alguns clientes que não querem muita conversa e já cortam logo as explicações com um "ah, isso eu já sei" ou "nem precisa falar porque eu já fiz isso várias vezes".
    Eu, geralmente, sinto simpatia por pessoas idosas. É alguma coisa no olhar, talvez. Sempre gasto alguns minutos pensando em tudo o que já viveram e me parece que sempre transmitem algo além do que estão dizendo. Por esta razão gosto de ouvi-las falar. Então procuro sempre ir à lojinha sem pressa. Numa das últimas vezes eu precisava comprar uma placa de metal para fazer um número de residência para uns amigos. Quem me atendia era a mãe. Solícita como sempre perguntou: "o que você quer fazer, minha linda?" Contei e ela prontamente pegou a peça de tamanho adequado e se pôs a explicar: "você faz assim, filinha, põe o 1 aqui ,depois o 1, depois o 1, nossa! São três 1! Você viu Luizinho (marido)? Ela vai fazer três 1 seguidos! Então, filinha, que número que é mesmo?" E contiuou explicando com toda a calma do mundo como eu deveria dispor os números na placa. Achei aquilo de uma candura incrível! A preocupação dela era desmistificar aquele trabalho para que me fosse prazeiroso e descomplicado.  
    Pela minha disposição em escutar pude aprender com eles outras formas de fazer o que eu já sabia. Numa destas vezes a mesma mãe concluiu categórica: "sabe, filinha, a genta dá estas dicas porque tem pessoa que não pensa". E não é que ela está coberta de razão? 
    Lembro de um excelente professor na faculdade que dizia que se você não passar adiante o conhecimento que tem, não sairá do lugar. Isso é verdade em vários aspectos que vão muito além de não mudar de cargo dentro de uma empresa. Acontece uma estagnação mental e energética quando você não compartilha o que sabe. E pior, não abre espaço para o novo. Quem já ensinou qualquer coisa a alguém deve ter perecebido que acabou aprendendo muito mais. No momento em que você transmite o que sabe acaba por perceber uma gama de coisas inéditas! Também pode ver o assunto com os olhos do outro e novas descobertas são feitas. A partir daí nada mais é óbvio e as possibilidades se tornam infinitas.
    Acredito que nosso conhecimento é nosso único patrimônio. É a única coisa que é sua e ninguém tasca. O único valor que você vai levar para o além. É o elemento capaz de promover trasformações imensas. A forma mais eficaz de aumentá-lo é compartilhando-o. Quem não está aberto para ensinar, para dividir, também não está totalmente aberto para aprender e jamais sentirá o prazer de ampliar os horizontes de outra pessoa além dos seus próprios.
    Minha mais sincera homenagem a todos os professores que conheço. Graduados ou não, vocês são o máximo!





(Peça confeccionada pela querida Débora após a sua primeira aula)

3 comentários:

  1. Adorei, filinha! Sensacional! Também sinto isso ao me deparar com pessoas idosas. Pensar que tão pouca gente pára para ouvir. É um desperdício. Geração em geração, batemos cabeça para aprender tudo denovo... Sorte de quem se deu conta! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Adri! você é demais! amei o texto, estou aqui rindo sozinha lembrando de você descrevendo a senhorinha! " sabe, filinha, a genta dá estas dicas porque tem pessoa que não pensa" kkkkk
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. É por isso que tenho como premissa que ...
    Quem divide ... multiplica ...

    Bjks
    Lenita

    ResponderExcluir

Olá! Tenho muito interesse em saber a sua opinião sobre esta postagem. Obrigada pela sua visita!