Olá!

Aqui você encontra vários tipos de textos. São reflexões, introspecções, filosofadas e relatos, tudo sob a luz do mosaico. Desejo inspirar você com a mesma arte que me inspira.

Se quiser conhecer os mosaicos que faço, visite minha fanpage "Lucano Mosaico" no Facebook, onde há fotos de tudo o que já foi feito por mim. :-)

Se deseja adquirir um mosaico, visite minha Loja Online no site Etsy (clique AQUI).

Para entrar em contato comigo basta deixar um comentário aqui no Blog. Você também pode entre em contato pelo e-mail: avertamatti@yahoo.com ou interagir no Facebook.

Minhas tardes de outono.

    Gosto muito de acompanhar a mudança de estações. Acho poético ver a vida acontecer na natureza. Tenho preferência pelas estações de transição: outono e primavera. São mais sutis, carinhosas no seu modo de nos preparar para o que virá e despedir do que deixará de ser. Para mim, a gama de cores destas estações é muito mais variada do que no verão ou no inverno. A minha preferência é, descaradamente, o outono que nos prepara para a introspecção profunda do inverno. Em tudo há um convite para a apreciação. A paisagem muda de forma lenta e sutil e é preciso atenção para não perder nenhum detalhe. Algumas árvores perdem suas folhas, algumas flores entram em recesso e os passarinhos param de beber água na sacada (só voltam a aparecer em setembro). Podemos ficar mais aconchegados e dormimos muito mais gostoso com as temperaturas amenas.
    É claro que todo espetáculo deve ter um protagonista de peso. Neste caso, o sol. Ele se inclina com paciência e muito cuidado para tocar a nossa face com a parte de trás dos seus dedos num delicioso afago, bem macio, sem machucar. Nem parece o mesmo que apareceu no verão. Aquele era muito nervoso, impetuoso e impaciente. Este não! Além de nos pegar no colo e aquecer o centro do nosso peito, faz questão de embelezar os dias. Com sua luz agora bem amarelada, realça todas as cores em nuances tão especiais que chegam a brilhar. O céu azul do outono é muito mais azul. O verde das plantas é muito mais verde. Ele está nos dizendo para vermos muito bem como tudo é tão belo. Devemos gravar estas imagens em nossa mente, pois ficaremos alguns meses sem esta exuberância, mas poderemos recorrer à memória sempre que precisarmos.
    A melhor cena do espetáculo é a parte da tarde. É o apogeu das cores! O sol, quase rasante, é âmbar e sua luz produz em mim a mesma sensação de conforto que sinto ao ser embalada por alguém que me ama. Absolutamente tudo fica mais belo com esta luminosidade. Até as pessoas. Sei que todos são sensíveis ao que acontece e dão um jeitinho de escapar só para ficar estático, quase em transe, sob o sol do outono. Nesta época, os expedientes deveriam terminar no máximo às 15:00 para que todos pudessem se fartar desta luz tão carinhosa e das cores tão vivas e tão únicas. O melhor de tudo é que nem todas as tardes de outono são assim. O dia pode até começar límpido, mas não sabemos se teremos uma tarde esplendorosa. Isto acontece porque os presentes especiais não chegam até nós a todo momento. Vem de quando em quando, assim valorizamos ainda mais a sua chegada e jamais deixamos de perceber como são divinais.





Um comentário:

  1. Dri,

    Queria muito fazer companhia, é a minha estação favorita!

    Concordo plenamente, o expediente deveria acabar no máximo as 15h00 para aproveitarmos o espetáculo desta estação! Muito bom!!!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Olá! Tenho muito interesse em saber a sua opinião sobre esta postagem. Obrigada pela sua visita!