Olá!

Aqui você encontra vários tipos de textos. São reflexões, introspecções, filosofadas e relatos, tudo sob a luz do mosaico. Desejo inspirar você com a mesma arte que me inspira.

Se quiser conhecer os mosaicos que faço, visite minha fanpage "Lucano Mosaico" no Facebook, onde há fotos de tudo o que já foi feito por mim. :-)

Se deseja adquirir um mosaico, visite minha Loja Online no site Etsy (clique AQUI).

Para entrar em contato comigo basta deixar um comentário aqui no Blog. Você também pode entre em contato pelo e-mail: avertamatti@yahoo.com ou interagir no Facebook.

Não dá para viver separado.

    Calor. Calor. Calor.
    Uma belíssima tarde e é apenas segunda-feira.
    Dias de verão nos enchem de vontades: de sair, de conhecer, de realizar, de contemplar, de lagartixar. O sol e o céu azul nos catapultam sem dó nem piedade para a vida, para o desejo de viver nossos dias até os últimos minutos de luz. Normalmente sentimos esta explosão de impulso no peito, respiramos e continuamos trabalhando, afinal somos adultos e temos que cumprir com nossas obrigações. A cada tanto de tempo, mais uma olhadela pela janela para o céu azul, pornograficamente azul. Fim da tarde, mas o sol brilha ainda na sua potência máxima.
    A 3 km daqui Baltazar encerra seu expediente. A tarde chama. Não, a tarde berra! Baltazar escuta e nos faz o convite: vamos ver o pôr do sol? Hoje? Segunda-feira? Somos adultos, estamos trabalhando, coisas atrasadas. Será? Lóóóóóógico que sim!
    Eu dirijo, assim Baltazar e Lady Newton pode apreciar a vista. Estrada livre, linda, florida. Aos poucos a mata atlântica emoldura o litotal. Mais um pouco.... e chegamos. Calor. Mas aqui tem brisa. Colocamos os pés na água. Está morna e límpida. Somos três crianças carentres de sua grande Mãe, deslumbrados com sua beleza, com olhos desacostumados a contemplar o horizonte, enbasbacados com o silêncio que acaricia os ouvidos, alimentados pelo ar úmido e leve, maravilhados com o espetáculo que estava à nossa espera.

    A expressão de prazer e completude dos meus cúmplices provavelmente era também a minha. Era como se estivéssemos vendo tudo aquilo pela primeira vez.


    Na verdade tratava-se de um reencontro, da união da teoria com a prática. Ficamos por muito tempo distantes desta força magnífica e ali nos embebedamos em sensações, minuto a minuto.


    Os buracos da alma foram preenchidos, as respostas foram encontradas e os mistérios, revelados. Tudo é muito simples agora. Estamos novos e vivos, muito mais do que antes, com uma percepção modificada. O dia esplendoroso que tanto nos instigou, encerrou-se gloriosamente. Mas...não há fim. Há novo começo. Mais uma vez fomos provocados.

    A lua cheia, grande, saborosa e nada tímida nos fez vários convites. Cedemos uma vez mais pois cansamos de viver nossos dias esvaziados destes elementos.
    No retorno tivemos esta luz prateada para indicar o caminho e cintilar na copa das árvores da Serra do Mar, tornando seu contorno claro e reluzente.
    Se andávamos esquecidos, recordamos que a natureza está em nós e nós, nela. Compomos um único e maravilhoso organismo de vida. Ao nos afastarmos dela, afastamo-nos de nós mesmos. Quanto mais apartados ficamos de nossa essência, mais infelizes nos tornamos. Sentimos o vazio mas vamos levando, sem lembrar do que é necessário para preenchê-lo. Um dia surge a urgência e ainda assim vamos levando. Nos atrapalhamos na tentativa de sanar este chamado. Comemos, bebemos, compramos, falamos muito e nada resolve. Até que percebemos que precisamos fazer alguma coisa. Então lembramos! E é fácil, muito fácil. Ela está lá, basta ir ao seu encontro e gozar do prazer de sentir-se pleno novamente.


2 comentários:

  1. É o incomensurável prazer de estar vivo,de esquecer as obrigações e resolver parar de adiar a felicidade.
    As fotos são irresistivelmente belas em toda a sua
    simplicidade.
    Beijo da Nina

    ResponderExcluir
  2. Minha linda, a felicidade é uma estrada de dois sentidos. Recebe-se na medida em que se dá.
    Eu é que estou grata por ter-te conhecido.
    Beijo da Nina

    ResponderExcluir

Olá! Tenho muito interesse em saber a sua opinião sobre esta postagem. Obrigada pela sua visita!