Olá!

Aqui você encontra vários tipos de textos. São reflexões, introspecções, filosofadas e relatos, tudo sob a luz do mosaico. Desejo inspirar você com a mesma arte que me inspira.

Se quiser conhecer os mosaicos que faço, visite minha fanpage "Lucano Mosaico" no Facebook, onde há fotos de tudo o que já foi feito por mim. :-)

Se deseja adquirir um mosaico, visite minha Loja Online no site Etsy (clique AQUI).

Para entrar em contato comigo basta deixar um comentário aqui no Blog. Você também pode entre em contato pelo e-mail: avertamatti@yahoo.com ou interagir no Facebook.

Cúpula para luminária - uma pequena história de reutilização.

Conheça Antônia, este ser amável e tímido que tem por hábito esfregar-se em tudo quando quer nos dizer alguma coisa.
Antônia em seu momento "por favor não me incomode, estou ocupada com coisas importantes."
Tempos atrás Antônia veio me receber ronronante e logo subiu à sapateira para me contar as novidades. Enquanto eu trocava os tênis pelos chinelos, o esfrega-esfrega começou. No meio de tanto amor estava uma luminária para velas. Em menos de 0,5 segundo a luminária tombou e sua cúpula espatifou-se. Colar os pedaços e manter as marcas da vida? Impossível! Ainda hoje encontro caquinhos daquele dia. O que você faz com uma luminária sem cúpula?
Responda: o que você faz com uma luminária sem cúpula?
Sou um ser que cultiva culpas diversas. Assim, jogar fora não é uma opção. Já podia ver esta luminária boiando numa ilha de lixo no oceano. Não, não, não! Nosso planetinha não aguenta mais isso e eu não conseguiria me olhar no espelho depois de uma atitude dessas. Aí coloquei meu pataco de bosta, ao qual chamo de cérebro, para trabalhar e juntos achamos perdida na estante uma parte de uma garrafa de suco de uva.
Hum...será?
Vamos ver se encaixa?
Oh!
Como dizem os portugueses, achei que resultaria bem. Seria apenas escolher materiais que "conversassem" com a estética desta base - redondo com redondo, laranja com laranja, verde com verde - entende o que digo? Pois bem, escolhi gemas de vidro, pedacinho de vidro e uns espelhinhos, porque tem que ter alguma coisa que brilhe sempre. Senão a gente fica desmotivada...

Muitas gemas, algum silicone e um punhado de rejunte depois, ei-la!
Resulta bem? Para mim resulta!
Toda vez que consigo ter êxito num processo de reutilizar alguma coisa (ou "upcycling" para ser chique/cool), me sinto uma pessoa incrível. Uma coisa que não vai para o lixo para mim é motivo de alegria imensa. O médico falou que não tem o que fazer quanto a isso. Sou assim mesmo. Aceite.
Minha "nova" luminária divando no outono.

Minha "nova" luminária divando com sua luz própria.
Aí você pergunta: isso é mosaico? Eu respondo: Ãh...não. Não exatamente. O princípio é o mesmo, mas a concepção é outra. Como irmãos só por parte de mãe. Mas para quem quer tentar algo novo, impedir que o planeta piore mais, exercitar a criatividade, ocupar-se com algo bom, treinar um olhar diferente para tudo que está à sua volta, etc. acho os projetos de reutilização simplesmente perfeitos. Espero que você experimente algo novo.
Até a próxima! 

4 comentários:

  1. Querida amiga, sou muito sua fã!! Ficou linda a luminária, assim como o seu texto ... cativante. Grande beijo!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rosi! É uma alegrai e um privilégio compartilhar a minha caminhada contigo. Um beijo cheio de carinho!

    ResponderExcluir
  3. Adriana, que dizer? Que resultou bem! Aliás, não poderia ter resultado melhor! Haja criatividade! À noite, com a luz acesa, atinge todo o seu esplendor!
    Culpa, tenho muita por contribuir pesadamente para a pegada ecológica. A meu favor, a falta do (teu) talento.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nina!
    Os teus talentos são uma inspiração e tanto para mim.
    Muitos beijos!!!

    ResponderExcluir

Olá! Tenho muito interesse em saber a sua opinião sobre esta postagem. Obrigada pela sua visita!